Blog

Chá de bebê de coelhos

Como é tempo de Páscoa, a mamãe optou por um chá de bebê com o tema coelhinhos! A decoração delicada, com muitas flores e doces, ficou por conta da Arquiteta de Fofuras.

A mesa principal ganhou uma árvore com ovos e corações pendurados e, claro, coelhos fofos!

cha-de-coelhos-arquiteta-de-fofuras-1

cha-de-coelhos-arquiteta-de-fofuras-2

cha-de-coelhos-arquiteta-de-fofuras-3

cha-de-coelhos-arquiteta-de-fofuras-4

cha-de-coelhos-arquiteta-de-fofuras-5

cha-de-coelhos-arquiteta-de-fofuras-6

cha-de-coelhos-arquiteta-de-fofuras-7

cha-de-coelhos-arquiteta-de-fofuras-8

cha-de-coelhos-arquiteta-de-fofuras-9

cha-de-coelhos-arquiteta-de-fofuras-10

cha-de-coelhos-arquiteta-de-fofuras-11

cha-de-coelhos-arquiteta-de-fofuras-12

cha-de-coelhos-arquiteta-de-fofuras-13

cha-de-coelhos-arquiteta-de-fofuras-14

cha-de-coelhos-arquiteta-de-fofuras-15

cha-de-coelhos-arquiteta-de-fofuras-16

cha-de-coelhos-arquiteta-de-fofuras-17

Fotos: Lisa Maia | Decoração, bolo, doces, coelhos e ovos de tecido: Arquiteta de Fofuras

Até que ponto incentivar a vaidade infantil?

Não tem jeito: toda mãe adora ver seu filho com uma roupinha nova ou com um penteado que arranca elogios por onde passa! Com a criança não é diferente. Que menina nunca sentiu vontade de colocar o salto e a maquiagem da mãe ou se vestir como uma estrela mirim? Tudo isso é bastante normal, mas até que ponto a vaidade infantil é saudável? Vale a pena incentivar?

Segundo a psicóloga Mônica Dib, as crianças estão sendo mais expostas ao consumo, tanto de brinquedos, como de roupas e acessórios. “A tendência é que as crianças queiram comprar mais. Às vezes, este impulso não está ligado à vaidade, mas sim à competição com as amigas que já têm uma saia com renda, por exemplo, e elas não têm“, explica.

A psicóloga orienta ainda que os pais fiquem atentos à maneira como isso acontece. “Se pensarmos na vaidade como uma forma carinhosa com que a criança se olha, se cuida e se gosta, acho positivo. Mas os exageros, em qualquer comportamento, são sempre prejudiciais. Os pais devem estar atentos à forma como a criança se vê. Muitas vezes crianças com baixa autoestima querem comprar muitas roupas, bijuterias, maquiagens, como uma forma de compensar algo que elas acham que não têm. Em outros casos, os pais compram roupas em excesso ou diferentes do que a criança gosta ou está acostumada a usar, só para que seus filhos fiquem na moda”, argumenta a especialista.

Respeitar a vontade da criança é fundamental. “É importante que as crianças sejam respeitadas na maneira como desejam se vestir. Os pais podem sair com as crianças e ir em lojas onde elas possam experimentar roupas diversas, para conseguirem descobrir aos poucos qual é a melhor “moda” para cada uma, que não é necessariamente a moda que está nas revistas ou nas lojas“, completa.

Durante a nossa passagem pelo Fashion Week Kids, aproveitamos para conversar sobre o tema com algumas mães que passaram por lá e saber como elas lidam com a vaidade dos pequenos.

A Andrea, mãe da Victoria, 3 anos, garante que a pequena já escolhe as roupas que ela quer usar. “A Victoria escolhe tudo, mas eu procuro não incentivar em nada a vaidade dela, até porque ela ainda é muito pequena para se preocupar com essas coisas“, pondera.

fashion-week-kids-fotos-studio-trend-vaidade-infantil-3

Fotos: Studio Trend

Marina, dona do blog Ask Mi e mãe da Maria Victoria, 3 anos, gosta sempre de apresentar opções para a pequena. “Nós mães sempre gostamos de arrumar nossas filhas, colocar um lacinho…não tem jeito! Como ela ainda é muito novinha, eu procuro sempre oferecer pelo menos três opções para que ela escolha a que mais agrada. Por exemplo, certo dia ela foi ao salão de beleza comigo e queria colocar um esmalte vermelho. Antes de dizer sim, eu apresentei pra ela duas outras opções mais clarinhas, que acho mais adequadas, para ela entender os limites. Não proibido nada, mas imponho limites“.

Studio-Trend_fashion-weekend-kids-ask-mi

Foto: Studio Trend

Nicole, 8 anos, Laila, 6 anos, e Maria Clara, 3 anos são primas e amigas. A mãe da Clara, a mais nova, conta que ela inventa moda! “Criança é engraçada, né? A Maria Clara inventa umas combinações que eu nem imaginaria! Mas tem vezes que ela não está tão a fim de se arrumar e eu respeito. Já a Nicole, que é mais grandinha, adora moda e tem muita noção de estilo, é impressionante! Não acho legal incentivar, mas também não dá para proibir“.

fashion-week-kids-studio-trend-aski-mi-vaidade-infantil

Foto: Studio Trend

Os meninos também andam bem vaidosos! O Aron, 3 anos, fez questão de escolher a roupa para ir ao Fashion Week Kids. Ele adora carros e, por isso, foi com uma camisa de Formula 1. A mãe não se preocupa tanto com a vaidade do pequeno. “Tem vezes que ele gosta de escolher a roupinha, em outras ele não liga tanto. Não há exageros“.

fashion-week-kids-fotos-simone-silverio-studio-trend-vaidade-infantil-42

Foto: Studio Trend

Fabiana, mãe da Helena, 6 anos, e da Isabela, 3 anos, conta que quando a irmã mais velha escolhe a roupa, a pequena quer escolher também, bem coisa de irmãs! Mas quando elas querem usar uma roupa que não é apropriada para a ocasião, Fabiana pondera. “Eu costumo deixar elas vestirem o que quiserem, mas tem situações que não tem jeito! Se for para a casa da avó, por exemplo, elas podem ir até de pijamas, rs! Mas se for uma festa, faço questão que elas coloquem uma roupinha mais arrumada“.

fabiana_e_isabela_schahin-vaidade-infantil-fashion-week-kids

Foto: Denise Andrade/Divulgação

E vocês, mamães, incentivam a vaidade dos pequenos? Compartilhe a sua experiência com a gente nos comentários!