Casamentos Casa & Decor 15 anos
Topo

Navegue como ou

A primeira papinha salgada a gente nunca esquece

NUTRICAO-EM-FAMILIA-HELOISA

Queridos leitores, vocês que me acompanham sabem que sou uma ferrenha defensora do método BLW (DESMAME GUIADO PELO BEBÊ). Nele, a introdução de alimentos na dieta do bebê é feita através de palitos macios de vegetais e frutas, e não se utiliza papas ou sopa. Mas, temos que admitir que não são todas as mães e pediatras que aderem a essa metodologia. Sendo assim, atendendo a muitos pedidos, resolvi dar dicas de como preparar uma papinha caseira e nutritiva.

cz-babies-kids-tabela-nutricional-papinha-nutricao-em-familia-1

(Foto: Shutterstock)

STEP BY STEP

A alimentação da criança precisa ser bem planejada para que não haja o risco de faltar qualquer nutriente. O primeiro passo é elaborar um cardápio de acordo com os hábitos da família, fazer uma lista de compras e por último e o mais importante: fazer boas compras e se possível com alimentos orgânicos.

A primeira papinha deve ser oferecida ao bebê após o sexto mês e a amamentação deve ser mantida. A introdução de alimentos deve ser feita em pequenas quantidades e com critério para observar possíveis reações alérgicas.

Três princípios básicos devem ser considerados no preparo das papas salgadas: a textura, o sabor e o equilíbrio entre os nutrientes. Seguindo as orientações da Sociedade Brasileira de Pediatria, a elaboração da papa deve ser feita com três alimentos de grupos distintos: proteína, carboidrato e hortaliça (esse grupo pode ter mais de um alimento). Para facilitar, preparei tabelas com os grupos de alimentos, quantidades e faixas etárias. Confira:

QUANTIDADE ADEQUADA DE ALIMENTOS PARA PAPA SALGADA (6 meses)

cz-babies-kids-tabela-nutricional-papinha-nutricao-em-familia-4

QUANTIDADE ADEQUADA DE ALIMENTOS PARA PAPA (7 meses – 9 meses)

cz-babies-kids-tabela-nutricional-papinha-nutricao-em-familia-3

QUANTIDADE ADEQUADA DE ALIMENTOS PARA PAPA (9 meses – 11 meses)

cz-babies-kids-tabela-nutricional-papinha-nutricao-em-familia-2

MÃOS À OBRA

UTENSÍLIOS NECESSÁRIOS

Depois de tanta informação técnica, e se você sobreviveu lendo até aqui, se acalme, porque na prática é muito mais fácil. Para o preparo, você precisará dos seguintes utensílios:

– Uma panela de pressão (é uma mão na roda para fazer caldos e sopas mais rápido, mas se você não tiver, vai conseguir fazer do mesmo jeito com uma panela de inox)
Potinhos plásticos pequenos, livres de Bisfenol- A (BPA), e que possam ir ao congelador. Assim, você pode congelar em porções individuais.
Descascador de legumes: são baratinhos, dá para encontrar em qualquer feira ou mercado, e facilita muito a vida na hora de preparar os alimentos. Mesmo quem nunca descascou nada consegue, sem problemas, com a ajuda de um desses.

UTENSÍLIOS DESNECESSÁRIOS

Liquidificador, mixer e peneira: são totalmente dispensáveis e desnecessários. Os dois primeiros porque deixam os alimentos numa textura muito líquida e amolecida. Já as peneiras podem contaminar as papas com microorganismos patogênicos para a saúde do bebê. O melhor é amassar os alimentos com um bom e velho garfo.

COMO COMPRAR OS ALIMENTOS

Quanto mais frescos estiverem legumes, carnes, frutas e verduras, melhor. Em determinadas regiões do país já é possível encontrar alimentos orgânicos, o que é preferível, pois há menos substâncias tóxicas. Importante salientar que verduras e legumes congelados também podem ser usados.

cz-babies-kids-papinha-2

INICIANDO O TRABALHO NA COZINHA

Antes de qualquer coisa, lave muito bem as mãos e os ingredientes. Você pode ter uma escovinha na cozinha só para lavar bem os legumes e as frutas do bebê. Lave sob a água corrente, esfregando bem, mesmo que vá descascar, e enxágue em água corrente. Para garantir uma maior eficiência no processo de higienização, o uso de hipoclorito de sódio é recomendado.

Se precisar cozinhar legumes e verduras em água, use a menor quantidade possível, assim você preservará ao máximo dos nutrientes.

No começo, tudo deve ser bem molinho. Por isso, é bom cozinhar muito bem (fica até mais fácil para amassar com o garfo e formar a papinha).

Cuidado com sal e temperos. Bebês, geralmente são bem sensíveis aos temperos. Por isso, devem ser usados com moderação ou nem serem usados.

Até a próxima!

Heloísa Tavares é nutricionista graduada pelo Centro Universitário São Camilo, especialista em pediatria clínica pelo Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da FMUSP, graduada em pedagogia na Faculdade de Educação da USP e atua há mais de 10 anos em consultório junto à Clínica Len de Pediatria. Contato: helotavares@terra.com.br.

1 comentário

  1. Lilian 17 de fevereiro de 2016

    Gostaria de saber como devem ser temperadas as papinhas de bebe .
    Obrigada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *