Casamentos Casa & Decor 15 anos

Navegue como ou

Mãe de primeira viagem

DE-MAE-PAPA-MAE

Olá, mamães!

O tema de hoje, na verdade, foi escolhido por vocês! Recebi alguns pedidos para falar da minha primeira gravidez… Vamos lá!

Quando engravidamos, surgem muuuuitas dúvidas, não é verdade?! Se o bebê vai ter saúde, como devemos nos cuidar, como ele está, se está respirando, se ele está mamando bem, se o leite que você está produzindo é suficiente, se ele está com fome… Nossa, é tanta coisa! Mas vou contar como foi desde o começo e como tirei todos esses questionamentos.

Eu sempre sonhei em ser mãe, queria muito, mas sabia que tinha que ter a hora certa para isso. Então, não foi logo que eu casei… Eu era muito nova ainda, estava fazendo faculdade e tinha a mudança para o novo apartamento. Foi com 3 anos de casados que eu e meu marido já estávamos estabilizados, e sentimos que era hora de termos nosso primeiro filho. Aconteceu como se meu relógio biológico disparasse falando “está na hora!” e, de repente, me deu ansiedade em ter.

A sensação de ver o resultado positivo é maravilhosa!! Ainda mais quando você está querendo tanto. Como tive alguns resultados negativos, a notícia de que eu seria mãe foi demais! Cheguei a comprar mais de um teste só para ver que realmente estava grávida! Haha

DE MÃE PRA MÃE

Não sei se como eu (me contem!!), vocês idealizam tanto o ser mãe, que quase não pensam na fase da gravidez. Graças a Deus, não tive nenhum problema, nem restrição, só ficava apreensiva quanto atividades físicas. E como eu tinha muito enjoo nos primeiros quatro meses, acabei parando durante a gestação. Falando em enjoos, não tive muita sorte. Além deles, a azia foi uma suuuper novidade para mim, principalmente no final da gravidez, ela me tirava algumas noites de sono… Vivia tomando antiácido. Mas não esqueçam mamães, se vocês sofrem/sofrerem do mesmo problema, procurem a orientação dos seus médicos!

Quando falo que quase não penso na fase da gravidez, é porque esses enjoos e probleminhas acabaram quando vi meu bebê. É uma emoção incomparável!!! Só vivenciando para saber, é indescritível. Se vocês me perguntarem qual a melhor parte de ficar grávida, não saberia responder… Todas as partes são boas: ficar na maternidade com eles, ir para casa, dar banho e brincar com eles cheirosinhos, a amamentação… É uma delícia!

Acho que a grande diferença entre a primeira gravidez para a segunda é que você já sabe mais ou menos como funciona, então fica mais segura. Mas claro, a ansiedade é a mesma, é um novo filho a caminho!

Beijos,
Maria

Maria Rudge Piva de Albuquerque é conhecida pelo seu bom gosto e elegância. Ao lado de sua irmã, Lala Rudge, comanda o blog em que fala de moda, beleza, decoração, viagens e maternidade. Casada, ela vive agora seu momento mais pleno com seus dois filhos lindos, o Otávio e o Miguel. Aqui, Maria divide conosco suas experiências e dá dicas sobre o universo materno.

1 comentário

  1. Karen 10 de agosto de 2015

    Olá Maria, vc poderia fazer um post falando sobre parto, já que vc teve dois partos normais… Será um incentivo para as gravidinhas como eu!!! Bjos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *