Casamentos Casa & Decor 15 anos
Topo

Navegue como ou

Socorro!! Meu filho não come vegetais!

A cena se repete diariamente no meu consultório. Mãe e pais desesperados, porque já não sabem mais o que fazer para que seus filhos incluam na dieta vegetais e frutas.

Todos reclamam que todo santo dia, na hora do almoço e no jantar, inicia-se uma grande batalha. De um lado, a criança que não quer comer, e do outro, os pais insistindo com todas as suas forças ou até mesmo obrigando (o que não é uma atitude correta para que ela coma). Claro que a preocupação é compreensível, afinal uma boa alimentação resulta numa criança saudável.

A pergunta que não quer calar é: O que fazer nesses casos?

A resposta é simples: o segredo para fazer seu filho comer vegetais e frutas está na persistência e em um pouco de criatividade.

Até por volta dos dois anos de idade, as crianças não costumam oferecer muita resistência aos alimentos. Muitas estão até habituadas ao consumo de chuchu, cará, abobrinha, brócolis e espinafre, mas em forma de sopa.  Mas, quando é hora de apresentar estes alimentos em sua forma natural, a criança estranha – e rejeita.

Outro fator que agrava ainda mais a situação é o contato dos pequenos com alimentos industrializados.  Principalmente com a introdução de açúcar e frituras, que têm um sabor bem mais acentuado que as verduras, e bem mais doce que as frutas.

Aí é que entra a responsabilidade de nós adultos. Em primeiro lugar, o papel dos pais é controlar o que entra na casa. Se pães integrais e produtos de hortifruti frescos estão sempre à mesa, as crianças terão menos chances de consumir balas e salgadinhos.

Além disso, existe o puro e simples bom exemplo. Os pais são o grande exemplo dos filhos. Quando a criança senta-se à mesa e vê seus pais se alimentando de forma adequada, com frutas, verduras e legumes, isso a encoraja a consumir estes alimentos.

Nem sempre, no entanto, controlar o que entra na sua casa e alimentar-se de forma saudável bastam para fazer com que os pequenos comam todo o prato de vegetais. Existem abordagens práticas que ajudam os pais a educarem suas crianças para uma alimentação saudável.

 Pensando em tudo isso, preparei hoje 7 dicas de ouro que poderão ajudar o seu filho a ficar mais interessado em legumes e outras opções saudáveis.

1) Ofereça lanches saudáveis ??ao longo do dia para a criança, em vez de esperar até as refeições principais. Fatiar frutas e legumes e deixá-los atraentes ao nível dos olhos de uma criança na geladeira ou em tigelinhas coloridas perto de áreas de lazer pode ajudar a aumentar o consumo. Experimente também fazer um saboroso molho de iogurte para que a criança mergulhe os palitos de vegetais, assim, você ainda transforma o alimento em uma atividade lúdica.

2) Envolva as crianças na seleção e preparação de alimentos. Isso pode ajudá-los a se sentir mais interessados ??em  vegetais e outros alimentos nutritivos e torná-los menos resistentes às opiniões dos adultos sobre alimentação saudável. Por exemplo, quando as crianças acompanham seus pais a um supermercado, muitas vezes sugiro que a criança escolha uma ou duas coisas que eles gostariam de experimentar. Se a criança já fez a escolha por cenouras, brócolis ou espinafre, ajudou limpar ou cozinhar os legumes com certeza a chance da mesma experimentar o alimento será muito maior.

3) Tenha uma atitude despreocupada em relação à comida.  Alguns pais que conheço criaram um “play restaurante” , onde os pais são os clientes e os filhos servem e prepararam um menu saudável. As crianças muitas vezes se orgulham de seus preparativos e podem desenvolver uma relação positiva com alimentos de boa qualidade.

4) Troque as repreensões e preocupação para o humor e atividade centrada na criança. Deixe a criança brincar com os alimentos. Conte piadas etárias apropriadas, jogue jogos de palavras, invente histórias etc. Usar o bom humor enquanto a criança come normalmente faz uma grande diferença na aceitação dos alimentos. Uma sopa de legumes com letrinhas, fazer barquinhos de chuchu, espetinhos de frutas das princesas, floresta de brócolis, por exemplo, podem virar um bom divertimento.

5) Variações nos cortes, na preparação e na apresentação também pode ajudar. Se a criança não come espinafre refogado, tente fazer bolinho de espinafre ou colocar a verdura em um omelete. Muitas crianças podem rejeitar cenoura cortada em rodelas, mas gostar de comê-las em palitinhos. E um prato com uma carinha desenhada com os alimentos é bem mais atraente do que a disposição simples da comida

6) Não proiba doces, balas e chocolate. A proibição de determinado alimento, mesmo que não seja muito saúdavel, pode torná-lo ainda mais atrativo para a criança. Portanto, use sempre o dicernimento.

7) Nunca castigue seu filho caso ele rejeite determinado alimento. Adotar atitudes como essa fará com que a criança tenha uma experiência negativa por determinado alimento, associando-o a uma coisa ruim. Dessa forma, ele jamais o experimentará de novo.

Tenho certeza que se vocês seguirem essas dicas e tornarem a alimentação de seus filhos um ato prazeroso as batalhas diárias estarão com seus dias contados. Bom divertimento!

Heloísa Tavares é nutricionista graduada pelo Centro Universitário São Camilo, especialista em pediatria clínica pelo Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da FMUSP, graduada em pedagogia na Faculdade de Educação da USP e atua há mais de 10 anos em consultório junto à Clínica Len de Pediatria.

2 Comentários

  1. Robert Fernandes de Souza 19 de junho de 2013

    Meu filho não come tem 2 anos de idade, sua alimentação está baseada em suco, mingau, biscoitos etc… Já fizemos o possível e o impossível para ele comer e nada, já estamos muito preocupados o que fazer? Será se ele tem alguma doença?

  2. Marlene Costa 22 de agosto de 2013

    Tenho um bebe de 10 meses que não quer comer os vegetais ou outras comidas. apenas come as papinhas e iogurtes ou coisas doces. O bebe não é meu, eu sou ama dele. como posso fazer para ele comer os vegetais? Obrigada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *