Casamentos Casa & Decor 15 anos
Topo

Navegue como ou

Colar de âmbar para a erupção dos dentes do bebê

dentinho-de-leite-coluna

Olá Mamães!

Muitas de vocês já devem ter visto por aí ou até mesmo usado em seus bebês o colar de âmbar, afinal para alguns deles a fase de erupção dos primeiros dentes é acompanhada de grande incômodo e irritação. No entanto, é importante saber que as Sociedades Brasileiras de Odontopediatria e também a de Pediatria, são contra o uso deste acessório. Vamos entender o porquê.

O que é e como funciona o colar?

O âmbar é uma resina vegetal fossilizada há aproximadamente 50 milhões de anos, encontrada principalmente na região dos Bálticos (isso significa que as propriedades do colar só funcionariam quando ele é feito da resina vinda verdadeiramente desta região, o que é difícil de ser comprovado – primeira consideração importante). Em contato com a pele na forma de colar, o aquecimento do âmbar seria responsável pela liberação do ácido succínico, composto com efeito analgésico e antinflamatório.

Por esse motivo, muitas mães recorrem a este adereço durante a fase de erupção dos dentes, que pode trazer bastante indisposição ao bebê, atrapalhando principalmente os momentos de sono e a alimentação. De fato, há muitos relatos por aí de que o colar realmente funciona, porém….não há se quer um estudo científico provando qualquer efeito do âmbar para este fim. Mais do que isso, os especialistas não enxergam nenhum mecanismo biológico pelo qual o efeito deste colar poderia ser exercido sobre os sintomas da erupção.

No entanto, estudos científicos relatando riscos pelo uso do acessório existem: colonização de bactérias, possibilidade de causar alergia, relato de estrangulamento (felizmente sem fatalidade), entre outros. Sendo assim, não recomendamos o seu uso: o risco de estrangulamento supera largamente os eventuais benefícios.

Alguns sugerem como alternativa utilizar as pedras como pulseira ou tornozeleira para minimizar o risco de estrangulamento. Mas ainda assim, há grandes chances de a criança levar o objeto a boca e engasgar com as pedrinhas que podem se soltar.

A erupção dentária é um processo fisiológico e natural, que dura em média dos 6 meses aos 3 anos. Converse com um Odontopediatra para discutir a melhor forma de aliviar seus sintomas caso seu bebê esteja sofrendo com eles!

Até mais!

Dra. Camila Guglielmi

Dra. Camila Guglielmi é graduada em odontologia. Especialista, Mestre e Doutora em odontopediatria pela Universidade de São Paulo (USP), atua em consultório junto à Clínica Biella Odontologia. Aqui, ela abordará mitos e verdades sobre a dentição das crianças e responderá as principais dúvidas das mães.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *