Casamentos Casa & Decor 15 anos
Topo

Tags

Posts encontrados com a tag alimentação infantil

Navegue como ou

Os perigos do mel na alimentação infantil

Em meu último post que falava sobre a adição de açúcar na alimentação das crianças (leia aqui) fui muito questionada se era possível substituir o açúcar pelo mel, já que o mesmo é conhecido por ser um produto natural. Achei muito oportuno falar sobre o assunto, principalmente, porque no inverno muitas mães acabam fazendo uso dos poderes medicinais do mel na tentativa de melhorar os quadros de gripe ou resfriados de seus filhos. O mel é o único alimento naturalmente doce que contém proteínas e sais minerais (potássio e magnésio). Além de ser incrivelmente saboroso é um muito versátil. Pode ser usado para fortalecer o sistema imunológico, melhorar a capacidade digestiva e até a constipação intestinal. No entanto, o mel não é recomendado na alimentação de crianças pequenas (0 – 3 anos de idade), devido a possiblidade de existir esporos da bactéria a Clostridium botulinum, que provoca o botulismo. BOTULISMO: O GRANDE PERIGO O botulismo é uma toxinfecção alimentar que atinge o sistema nervoso e pode causar tremores, dificuldade de deglutição, fraqueza e falta de apetite. Em casos mais graves, há o risco de insuficiência respiratória e de complicações neurológicas. De acordo com o Guia Brasileiro de Vigilância Epidemiológica, a doença é responsável por 5% das mortes súbitas em crianças menores de um ano de idade. Como o sistema imunológico dos bebês ainda não está maduro (principalmente até o sexto meses), os pequenos são muito mais susceptíveis ao ataque de tal microorganismo e consequentemente podem contrair uma forma da doença chamada botulismo infantil. Por esse motivo, os médicos recomendam que se...
Leia mais

Meu Pé de Banana: espaço traz a natureza para a festa infantil

Conhecemos recentemente a Duda Marchioretto e adoramos sua filosofia de vida e estilo de trabalhar. No comando do buffet infantil Meu Pé de Banana, a ex-comandante de avião encontrou uma maneira super legal de trazer a natureza e a importância da ecologia e sustentabilidade para São Paulo. O espaço é uma verdadeira selva no meio da cidade, e ideal para uma festa infantil lúdica e cheia de atividades nada eletrônicas. O ESPAÇO Quando decidiu que era hora de mudar de vida e se dedicar a sua verdadeira paixão: os pequenos, Duda não queria algo que já existia em grande quantidade e qualidade na cidade. Seu desejo era uma alternativa para os salões de festas fechados e com brinquedos eletrônicos. “Sabe aquele lugar mágico, que te lembra brincadeiras da infância, com cara de sítio da vovó? Aquele quintal cheio de borboletas, com direito à casa na árvore e jardins floridos? Foi do desejo de recriar esse clima delicioso que nasceu o Meu Pé de Banana”, conta ela. E ela conseguiu! O casa é uma delicia, tem arvorismo, tirolesa, ateliê de arte, sala de oficinas, camarim e horta. Um cuidado especial foi dar uma alternativa segura e eficaz para dias de mau tempo, e é por isso o Meu Pé de Banana tem um teto retrátil por todo o espaço, o que garante diversão faça chuva ou sol. COMIDINHAS Outra preocupação da Duda era com a alimentação. Não adiantava pregar ecologia no espaço, se as comidinhas fossem industrializadas. É por isso que o Meu Pé de Banana conta com um cardápio...
Leia mais

Os perigos de acrescentar açúcar e sal na papinha do bebê

Quem não gosta de uma comidinha bem temperadinha e um suco bem docinho??? Por gostarmos tanto, muitas vezes achamos que um pouquinho de açúcar e sal na alimentação infantil será inofensivo para saúde do bebê. Ainda mais porque, no início, quando os adicionamos às papas pode parecer que o bebê está realmente satisfeito e apreciando a comida. Mas, tenha muito cuidado, porque essa prática pode trazer malefícios à saúde e prejudicar as preferências alimentares a longo prazo. Vem ver os perigos de acrescentar açúcar e sal na papinha do bebê: SEM SAL E AÇÚCAR...  Açúcar e sal são dois dos temperos realçadores de sabor e achamos que sem eles nossa dieta não é completa e muito menos prazerosa. Uma coisa que sempre falo em minhas consultas e orientações é que o bebê não conhece nem o sal e nem o açúcar. Quem os apresenta e quem os vicia somos nós, os adultos por acharmos que a comida ficará muito mais gostosa. Como os pequenos são muitos espertinhos: uma vez apresentados a esse mundo, eles acabam preferindo sucos e papas de frutas mais docinhos e papinhas mais salgadas. Na verdade, você não deve adicionar qualquer pitadinha de sal ou açúcar ao alimento do seu bebê, até que pelo menos tenha 1 ou 1½ anos de idade. E se puder retardar por mais tempo essa adição: melhor ainda. Quando o assunto é alimentação infantil, percebo que a maioria dos pais se preocupam muito com a adição de açúcar e se esquecem do sal. Não se engane, tanto um quanto o outro são...
Leia mais

Diga não aos corantes artificiais na alimentação do seu filho

Atualmente, falar em uma alimentação isenta de corantes é bem difícil, já que são adicionados à grande parte dos alimentos. Você, em algum momento, já parou para pensar na quantidade de corantes artificiais que seu filho ingere por dia? O número pode ser assustador já que estão presentes: em balas, refrigerantes, sucos artificias, bolachas, biscoitos, cereais, gelatinas e muitos outros alimentos. Afinal, será que essas substâncias podem fazer mal à saúde das crianças? Entendendo o que tem por trás da cor dos alimentos Os corantes artificiais são substâncias que quando adicionadas a um alimento, têm a finalidade de modificar sua cor ou acentuar a que ele possui. Estão presentes em muitos alimentos de origem industrializada como: biscoitos, sorvetes, bolos, massas e bebidas. A indústria alimentícia visando atingir com maior impacto o público infantil, busca de uma maneira bem ostensiva desenvolver produtos com aparência idêntica aos naturais, de modo que, aos olhos do consumidor, tornem-se extremamente atrativos e facilmente aceitáveis na hora da compra. Corante Artificial Esse tipo de corante é obtido a partir de produtos químicos e conferem maior durabilidade aos alimentos. Não possuem nenhum valor nutricional e servem apenas para colorir e dar uma melhor aparência aos alimentos que ou não tem cor ou a perde durante o processo de fabricação. Quando ingeridos em excesso ou mesmo em pequenas quantidades, a longo prazo, podem desencadear reações alérgicas, dificuldades respiratórias, irritações gástricas, problemas de pele, hiperatividade e câncer. Um exemplo é o uso de corante em gelatina, sucos e refrigerantes sabor fruta. Estes não seriam nada atrativos se não...
Leia mais

Menu com opções saudáveis e orgânicas para os pequenos

Quem nos acompanha no site de Casamentos já viu vários casamentos com menu assinado pela chef Neka Menna Barreto. E além de pratos para adultos, ela também faz sucesso em festas infantis. Para lançar suas novas delícias kids, ela preparou duas mesas fofa e cheias de opções orgânicas e saudáveis. Expert também em delícias vegetarianas e veganas, claro que não poderiam faltar opções no cardápio. Palitinho de linhaça, mini salada caprese servida no copinho e cookie de aveia são algumas das opções para a festa infantil. Vem ver o que ela propõe: Veja também: 12 jeitos de servir pipoca na festa infantil E mais: 10 carrinhos gourmet para colocar na festa...
Leia mais

No Ninho: Juliana e os trigêmeos Bento, Bernardo e Gabriela

O No Ninho de hoje é ao cubo! Bento, Bernardo e Gabi nos “receberam” ao lado da mãezona Juliana para um ensaio lindo. As fotos da querida Carla D’Aqui registraram o dia a dia desta família, enquanto nosso bate-papo trouxe diversas dicas, surpresas e aflições desta mãe com a chegada de trigêmeos. Vem ver o que funcionou com ela, as diferenças da gravidez trigemelar e o que muda no dia a dia: COMO ESTAVA SUA VIDA ANTES DE ENGRAVIDAR?  Eu e meu marido, meu namorado na época, havíamos decidido morar juntos há seis meses apenas. Então tínhamos uma vida social agitada. Gostávamos muito de sair com os amigos e receber as pessoas em casa. Fora isso, estava em uma vaga no meu trabalho que costumava viajar muito, muito mesmo! Passava uma semana do mês fora do Brasil. JÁ PLANEJAVA UMA GRAVIDEZ NESTE MOMENTO?  Ninguém planeja uma gravidez trigemelar, acredite! (Risos). Era algo que planejávamos sim, mas acabou sendo antecipado pois tive apendicite e fiz uma cirurgia de emergência. Os remédios que tive que tomar decorrente a cirurgia cortaram o efeito do anticoncepcional. Logo em seguida engravidei. O QUE SENTIU QUANDO DESCOBRIU QUE ESTAVA GRÁVIDA?  No começo foi um susto. Foi uma mistura de sentimentos pois sentia uma felicidade tremenda e ao mesmo tempo medo por saber que era uma gravidez de risco. Acho que meu marido foi peça fundamental. Por ser mais velho que eu, acho que aceitou melhor no começo e me tranquilizou muito. E O QUE SENTIU QUANDO DESCOBRIU QUE ERAM 3?  Primeiro a médica visualizou dois e...
Leia mais

No Ninho: Ana Paula + Laura e Angelina

O No Ninho de hoje traz um trio muito querido. A chef Ana Paula Carrazza, da Fleur de Sucre, abriu as portas de sua casa para uma tarde de fotos e muita brincadeira ao lado das filhas Laura e Angelina. A Carla D'Aqui, que já é a fotógrafa oficial da família, fez cliques lindos e de muito amor entre as irmãs. Aproveitamos o encontro para bater um longo papo com a mãezona, que mostrou que a disciplina que tem na cozinha de seu negócio foi, talvez sem querer, a escola para ser uma boa mãe. Vem ver como ela preparou a Laura para a chegada da Angelina, o que aprendeu com a maternidade e como foi voltar ao comando de sua empresa de bolos e docinhos para festas e casamentos. Vem ver as dicas dela: QUANDO DESCOBRIU QUE ESTAVA GRÁVIDA PELA PRIMEIRA VEZ, O QUE PASSOU NA SUA CABEÇA?  Na primeira vez, estava tentando engravidar fazia uns meses e naquele mês, minha menstruação não desceu no dia previsto. Fiz o teste à noite, no mesmo dia. Quando apareceu aqueles dois pauzinhos, entrei em pânico. Chamei meu marido e ficamos lendo as instruções para ver se estava certo mesmo. Bom, naquela noite não dormi, pensando em como minha vida mudaria, o que seria daqui pra frente, em como eu contaria para todos... Até você se acostumar, a palavra que define é pânico rs! VOCÊ SE PREPAROU DE ALGUMA FORMA PARA O PARTO?  Não fiz muita coisa não. Gostaria de ter feito mais, mas acho que como me sentia muito bem e disposta,...
Leia mais

Coloque mais cor na alimentação do seu filho

Tenho certeza que alguma vez na vida você ouviu que deveria colocar no prato pelo menos cinco cores diferentes de alimentos. Parece papo chato de médicos e nutricionistas. Mas, você sabe realmente qual é a importância de cada cor na alimentação do seu filho? Longe de ser um problema estético, as cores dos alimentos possuem funções diferenciadas e específicas para saúde das criança. Confira o que cada uma tem para oferecer e diversifique o cardápio. [table id=2 /] Espero que agora, depois de saber a importância das cores na alimentação, o pratinho do seu filho vire um verdadeiro arco-íris. (Fotos: reprodução/Gimme More Over) [author] [author_image]http://babies.constancezahn.com/wp-content/uploads/sites/2/2013/02/heloisa-pacheco-03.jpg[/author_image] [author_info]Heloísa Tavares é nutricionista graduada pelo Centro Universitário São Camilo, especialista em pediatria clínica pelo Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da FMUSP, graduada em pedagogia na Faculdade de Educação da USP e atua há mais de 10 anos em consultório junto à Clínica Len de Pediatria. Contato: helotavares@terra.com.br.[/author_info]...
Leia mais

No Ninho: Lívia Colucci + Lorena e José

A mãezona do No Ninho de hoje é uma conhecida nossa de longa data. No comando da WhiteHall, loja especializada em vestidos de noiva e festa, Livia Colucci abriu as portas de seu apartamento em São Paulo para um sessão de fotos ao lado de seus pequenos, a Lorena, de dois anos, e o José, de quatro meses. Foi um dia muito gostoso, todo registrado pela querida fotógrafa Vivi Guimarães, e onde conversamos sobre como preparar o primeiro filho para a chegada do segundo, a prática da shantala e o que usou e não usou do enxoval. Dá uma olhada: QUAL A DIFERENÇA DA PRIMEIRA PARA A SEGUNDA GRAVIDEZ? “A primeira foi bem tranquila, tive pouco enjoo, só mesmo azia, que foi bastante. Já a do José foi totalmente diferente. Fiquei os nove meses enjoada, foi mais complicada neste sentido.” UM TERCEIRO ESTÁ NOS PLANOS? “Acho que não. Um bebê muda muito a nossa vida e a vida da família. Brinco que fiquei traumatizada com a chegada da Lorena. Apesar de ter tido muito apoio, principalmente do meu marido, foi difícil aceitar que uma coisa que era “só minha” durante nove meses se tornou do mundo. As pessoas só ligavam pra saber dela, para visitar ela. Minha casa se tornou uma casa aberta, o dia inteiro tinha gente, foi uma invasão, principalmente familiar, muito grande. Foi difícil lidar com uma felicidade imensa que eu sentia, e ao mesmo tempo com essa nova realidade.” E COMO VOCÊ RESOLVEU ISSO? “Graças à terapia, que recomendo para todas as futuras mamães. No meu caso, fiz...
Leia mais

8 mandamentos da lancheira saudável

Todo ano é a mesma história! As aulas das crianças começam, e com elas o drama de como montar uma lancheira saudável também. Diariamente, em minhas consultas, vejo pais desesperados em não saber que tipo de alimento escolher e como montar uma lancheira saudável, além de ver crianças enjoadas da mesmice dos lanches de cada dia. Tenho certeza que com você, querido leitor, não é diferente. Foi pensando nisso que eu, a pedido da minha querida Constance Zahn, resolvi escrever uma série com 4 matérias (um cursinho básico) que vai desde a escolha dos alimentos, melhores utensílios, conservação, dicas e cardápio para que você possa se tornar um expert em lanches infantis. Gostaria de receber o título de expert em lancheiras infantil? Então, mãos à obra!!! MÓDULO 1: FAZENDO BOAS ESCOLHAS Com a correria do dia-a-dia nem sempre dá tempo para preparar lanches saudáveis e nutritivos para as crianças comerem na escola. Sem falar que a criatividade se esgota e a mesmice começa a fazer parte da lancheira. Se você está passando por esse tipo de situação. Não se preocupe, você é um entre milhões de pais e mães que se encontram na mesma situação. Um passo de cada vez: o exemplo vem de casa Os lanches, também chamados de refeições intermediárias, são de extrema importância para o desenvolvimento e crescimento das crianças. Se ela ficar muito tempo sem se alimentar entre as refeições, ou não se alimentar de uma maneira correta, poderá ficar cansada, perder peso e até sentir tontura. Por isso, um lanche saudável se torna imprescindível. E quanto mais...
Leia mais

Receita: Biscoito de Polvilho

Na semana passada, dei dicas valiosas para curtir a praia com as crianças. Como sugestão de lanche saudável, sugeri o biscoito de polvilho. Como muita gente me pediu um passo a passo, ensino uma receita fácil, gostosa e nutritiva. Dá uma olhada: Receita: Helô Tavares, coluna "Nutrição em Família" Ingredientes:  - ½ kg de polvilho azedo - ½ xícara (chá) de leite. 240 ml - 1 xícara (chá) de óleo.200 g - 1 xícara (chá) de água fervente. 240 ml - 1 ovo - Sal a gosto Modo de preparo: Em uma tigela grande, coloque o polvilho, o leite, o sal, o óleo e misture bem. Depois, com cuidado para não se queimar, vá acrescentando a água fervente e misture bem novamente. Por último, acrescente o ovo (sem bater), misturando bem, até obter uma mistura bem homogênea, lisa e brilhante. Despeje a massa em um saco de confeiteiro ou em um plástico mais rígido. De formato aos biscoitos com o auxílio de um saco para confeitar, já colocando-os em assadeira grande. Deixe um espaço entre eles. Leve para assar a 200°C, por 20 minutos, ou até eles ficarem levemente dourado.   Rendimento: 30 unidades | Tempo de preparo: 15 minutos (20 minutos para assar) (Foto: Pinterest) [author] [author_image]http://babies.constancezahn.com/wp-content/uploads/sites/2/2013/02/heloisa-pacheco-03.jpg[/author_image] [author_info]Heloísa Tavares é nutricionista graduada pelo Centro Universitário São Camilo, especialista em pediatria clínica pelo Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da FMUSP, graduada em pedagogia na Faculdade de Educação da USP e atua há mais de 10 anos em consultório junto à Clínica Len de Pediatria. Contato: helotavares@terra.com.br.[/author_info]...
Leia mais

Alimentação infantil: dicas valiosas para curtir a praia com as crianças

Férias de verão é tempo de calor, sol, praia e piscina, não é mesmo? E com as altas temperaturas que andam fazendo, nada melhor que um banho refrescante de mar! Mas, não é porque estamos de férias que devemos descuidar da alimentação infantil das nossas crianças. Os vendedores nos tentam com camarão frito, pastel, queijo coalho, água de coco, milho verde, sanduíche, biscoito, sorvete, salgadinho e muito mais. Porém, o que comprar e o que levar de casa para que sua família se alimente com saúde e sem riscos para a saúde? Pensando nisso, preparei uma lista de alimentos para quem quiser levar lanchinho de casa, além de dicas bem bacanas, saudáveis e práticas de preparo! Confira: OS MAIORES INIMIGOS NA PRAIA: CALOR E FALTA DE HIGIENE Há muitas opções de comida na beira da praia. Mas, todo cuidado é pouco quando o assunto é o calor. Com as altas temperaturas, os alimentos podem se deteriorar com muita facilidade, se não forem armazenados corretamente. Se você não resistir às tentações da orla e optar por comprar algum snack, a palavra de ordem é ATENÇÃO! Observe a limpeza do quiosque ou do carrinho, e a forma como o profissional manuseia o lanche. Dê preferência às bancas fixas, que necessitam ter autorização para funcionarem e proporcionam melhores condições de armazenamento e higiene. ESCAPE DAS ARMADILHAS: PREPARE SUA PRÓPRIA BOLSA TÉRMICA A alimentação na praia precisa ser previamente combinada entre os pais e as crianças. Como é uma missão impossível saber a procedência dos alimentos vendidos à beira-mar, é melhor evitar. Para escapar das armadilhas, levar uma bolsa térmica com alimentos saudáveis e...
Leia mais

A primeira papinha salgada a gente nunca esquece

Queridos leitores, vocês que me acompanham sabem que sou uma ferrenha defensora do método BLW (DESMAME GUIADO PELO BEBÊ). Nele, a introdução de alimentos na dieta do bebê é feita através de palitos macios de vegetais e frutas, e não se utiliza papas ou sopa. Mas, temos que admitir que não são todas as mães e pediatras que aderem a essa metodologia. Sendo assim, atendendo a muitos pedidos, resolvi dar dicas de como preparar uma papinha caseira e nutritiva. STEP BY STEP A alimentação da criança precisa ser bem planejada para que não haja o risco de faltar qualquer nutriente. O primeiro passo é elaborar um cardápio de acordo com os hábitos da família, fazer uma lista de compras e por último e o mais importante: fazer boas compras e se possível com alimentos orgânicos. A primeira papinha deve ser oferecida ao bebê após o sexto mês e a amamentação deve ser mantida. A introdução de alimentos deve ser feita em pequenas quantidades e com critério para observar possíveis reações alérgicas. Três princípios básicos devem ser considerados no preparo das papas salgadas: a textura, o sabor e o equilíbrio entre os nutrientes. Seguindo as orientações da Sociedade Brasileira de Pediatria, a elaboração da papa deve ser feita com três alimentos de grupos distintos: proteína, carboidrato e hortaliça (esse grupo pode ter mais de um alimento). Para facilitar, preparei tabelas com os grupos de alimentos, quantidades e faixas etárias. Confira: QUANTIDADE ADEQUADA DE ALIMENTOS PARA PAPA SALGADA (6 meses) QUANTIDADE ADEQUADA DE ALIMENTOS PARA PAPA (7 meses – 9 meses) QUANTIDADE ADEQUADA DE ALIMENTOS PARA...
Leia mais

Receita: Nuggets de frango caseiros e saudáveis

Nossa nutri-colunista Helô Tavares preparou uma surpresa para animar as tardes dos pequenos: receita de nuggets caseiros e saudáveis! Dá uma olhada no passo a passo e mão na massa! Rendimento: 20 unidades Tempo de preparo: 20 minutos (mais 25 min para assar) Ingredientes:  - 500g de peito de frango orgânico cortado em cubos - 3 dentes de alho - 1 cebola inteira - Farinha de rosca suficiente para empanar os nuggets - 1 ovo (para empanar) - sal rosa e pimenta do reino a gosto Modo de Preparo:  Em um processador, acrescente o peito de frango junto com o sal, pimenta-do-reino, cebola e os dentes de alho. Bata até formar uma mistura homogênea. Faça o formato de nuggets de acordo com a sua vontade, de preferência no formato dos nuggets industrializados, para obter maior semelhança. Para empanar, separe em dois recipientes distintos: a farinha de rosca e o ovo. Para o frango processado não grudar nos dedos, passe um pouco de margarina nas mãos. Passe o nuggets na farinha de rosca, depois no ovo e depois na farinha de rosca novamente. (Repita esse procedimento duas vezes) Disponha os nuggets em uma assadeira untada com margarina e leve para assar em forno médio (180°C), por 25 minutos, ou até dourar. [author] [author_image]http://babies.constancezahn.com/wp-content/uploads/sites/2/2013/02/heloisa-pacheco-03.jpg[/author_image] [author_info]Heloísa Tavares é nutricionista graduada pelo Centro Universitário São Camilo, especialista em pediatria clínica pelo Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da FMUSP, graduada em pedagogia na Faculdade de Educação da USP e atua há mais de 10 anos em consultório junto à Clínica Len de Pediatria. Contato: helotavares@terra.com.br.[/author_info]...
Leia mais

Como a dieta paleolítica pode ajudar na formação dos hábitos alimentares do bebê

Um tema que está se tornando muito comum nas rodas de conversas do mundo fitness e nos meios de comunicação é a Dieta Paleolítica. Quando ouvimos pela primeira vez a respeito de tal dieta, automaticamente pensamos nos homens primatas que moravam nas cavernas. Será que a dieta de nossos ancestrais é saudável e pode ser usada nos dias de hoje? Será que esse tipo de alimentação traz benefícios para a saúde meu bebê? DIRETO DO TÚNEL DO TEMPO: entendendo a essência da polêmica Dieta Paleolítica Apesar de ter conquistado popularidade recentemente e tendo como maior mentor o professor da Universidade Estadual do Colorado (EUA) Loren Cordain, tal teoria surgiu em um estudo publicado em 1985 no The New England Journal of Medicine. O artigo cientifico argumentava que o genoma humano não teve tempo de se adaptar a alimentos que não faziam parte da nossa dieta antes do advento da agricultura. Segundo seus defensores, a dieta ideal para o homem é aquela praticada pelos nossos ancestrais pré-históricos. Ou seja: devemos comer apenas aquilo que poderíamos caçar, matar, colher ou tirar da terra, como um homem das cavernas. O homem está na Terra há mais de 2 milhões de anos e a agricultura foi desenvolvida há menos de 10 mil anos, o que corresponde a apenas 0,5% do tempo da nossa existência. A agricultura, portanto, é muito recente do ponto de vista evolutivo, e é evidente que estamos geneticamente adaptados à alimentação do período paleolítico, e não à atual. No período paleolítico, os fatores geográficos eram determinantes e diversas dietas eram...
Leia mais

O bê-a-bá das mamadeiras

A Sociedade Brasileira de Pediatria não recomenda o uso de mamadeiras, alertando que as mães que não tenham condições de amamentar seus filhos devem recorrer aos copos desde cedo. No entanto, a mamadeira ainda é o item mais utilizado. E para ajudar na escolha, pedimos para a dra. Patrícia Almeida, fonoaudiologista da Pro Matre Paulista, algumas dicas valiosas para preservar a saúde do bebê. MODELOS E MATERIAIS “Existem as de vidro, plástico e até descartável. Não há regra para o uso de cada uma, o importante é avaliar a necessidade de cada mãe e, de acordo com a escolha, ter atenção aos materiais”, explica a dra. Patrícia. E como os modelos plásticos são os mais usados, ela faz um alerta importante. “Eles devem ser BPA free (Bisfenol A). Desde 01/01/2012, por determinação da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), está proibida a fabricação e comercialização de mamadeiras com a presença desta substância.” Aproveitamos para pedir à nutricionista e nossa colunista dra. Karina Al Assal que esclareça o risco do Bisfenol A. “Diversos estudos mostram que essa substância pode provocar câncer, influenciar a má formação de órgãos masculinos do feto, ser responsável por puberdade precoce em meninas e até causar hiperatividade.” BICOS Os bicos também precisam de cuidados. O mais importante é respeitar o fluxo de alimento que o bebê consegue ingerir em cada fase, e nunca alargar os furos para facilitar a saída do alimento. Isto pode causar sérios riscos de engasgos. Os modelos anti-cólica e refluxo podem ajudar, mas não anulam o risco. "Elas propõem menor ingestão de ar, porém, não há comprovações científicas sobre a eficácia contra o refluxo",...
Leia mais

No Ninho: Daniela Frugiuele + Rafa

Essa semana, no No Ninho, a gente apresenta uma dupla muito querida: a arquiteta Daniela Frugiuele, da Suite Arquitetos, e o Rafa, seu pequeno de um ano e oito meses. A família, que vive em São Paulo com o papai Gabriel, deu um show no ensaio fotográfico clicado pela nossa parceira Carla D'Aqui. Dani, que já pensa em uma segunda gravidez, bateu o maior papo com a gente sobre maternidade, alimentação, rotina do sono, enxoval, e aproveitou para dar boas dicas de decoração para quem precisa montar o quarto do bebê. PREPARAÇÃO DURANTE A GESTAÇÃO: “Não fiz nada, só li o livro ‘Crianças francesas não fazem manha’. E só li porque ganhei da minha irmã. Até o Rafa nascer, nunca tinha trocado uma fralda. E foi bom, porque a gente tem que aprender a ser mãe com os nossos filhos, não com curso e bebê dos outros.” A DANI ANTES E DEPOIS DA MATERNIDADE: “Não sei se mudei muito, ou se me tornei mais consciente das coisas. Parei de viver pra mim e comecei a viver pra gente. Tudo o que faço no dia, vejo se isso pode atrapalhar minha relação com ele. E o que faço da vida, preciso pensar se aquilo vai afetar ele de alguma forma. Quero criar meu filho pro mundo, pra se relacionar com as pessoas, pra viver feliz. Então, não adianta ficar tentando ensinar ele a ‘pedir’, dizer ‘obrigado’ e ‘por favor’, se eu mesma esqueço de vez em quando.” VOLTA AO TRABALHO: “Foi muito difícil, não gosto nem de lembrar. Mas sabe que a tecnologia me...
Leia mais