Casamentos Casa & Decor 15 anos

Tags

Posts encontrados com a tag aleitamento materno

Navegue como ou

Agosto Dourado: Será que meu leite é fraco?

Depois de reunir as 20 vantagens da amamentação para bebês e mães, muitas nos escreveram questionando sobre a possibilidade do leite ser fraco para o filho. Por isso, a médica pediatra dra. Gabriela Ochoa volta ao site para esclarecer esta dúvida comum entre as mães: NÃO existe leite fraco!!! Todo leite materno é bom e tem propriedades suficientes para alimentar e proteger o bebê. O intervalo entre as mamadas, mais curto no início, faz com que muitas mães interpretem como "leite fraco" e que o bebê está "passando fome". Por insegurança, acabam introduzindo outros tipos de leite. O fato é que os intervalos curtos são totalmente normais já que o estômago do bebê é bem pequeno, impossibilitando que ele fique saciado por um período longo, fazendo-se necessárias as várias mamadas por dia. A mãe precisa acreditar na sua capacidade de amamentar e no seu leite. Deve-se manter tranquila e deixar que o bebê mame livremente, pois com o passar do tempo esses intervalos vão se alongando. As comparações e os palpites de que o leite não está sustentando só atrapalham e deixam as mamães mais ansiosas. Não dê ouvidos, converse com um profissional. Lembrando que quanto mais o bebê sugar, mais as glândulas mamarias irão produzir leite. É o ato da sucção que estimula e mantém a produção de leite. A mama não é "estoque" e sim "fábrica" de leite. O leite vai sendo produzido à medida que o bebê está mamando. Logo que o bebê nasce, as mamas podem ficar bem cheias pois o organismo ainda está se adequando...
Leia mais

4 poltronas de amamentação para o quarto de bebê

Um dos móveis mais funcionais no quarto de bebê é poltrona de amamentação. Dentre os pré-requisitos para escolher o melhor modelo, o conforto para mãe e filho é fundamental. Para te inspirar, separamos 4 poltronas de amamentação para te inspirar na escolha: 1. Poltrona Mutter cinza, de linho e madeira: Ameise Design | 2. Poltrona de balança de madeira maciça: Grão de Gente | 3. Poltrona Rio, de linho e madeira: Ameise Design | 4. Poltrona rococó Lavander, de linho rosa bebê: Ri-Pô-Pi . . . . . . . . .  Veja também: 5 escrivaninhas para o quarto infantil E mais: 7 ideias para organizar os livros no...
Leia mais

Agosto Dourado: 20 vantagens da amamentação para bebês e mães

Após sancionada a lei pela Presidência da República, no dia 12 de abril de 2017, Agosto passou a ser o mês do aleitamento materno, um mês inteirinho pró – amamentação. Uma das intenções do projeto “Agosto Dourado” é intensificar ações de conscientização e esclarecimento sobre a importância do aleitamento materno. “Hoje, as famílias estão muito mais conscientes dos benefícios e das vantagens da amamentação, se comparado com as gerações passadas. O leite materno é muito superior a qualquer outro leite ou fórmula artificial e é o alimento mais perfeito e completo da natureza”, explica médica pediatra dra. Gabriela Ochoa, que reuniu para nós as vantagens da amamentação para o bebê e para a mãe. Mas antes das dicas, vale lembrar que a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Ministério da Saúde (MS), a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e a Academia Americana de Pediatria (AAP) preconizam o aleitamento materno exclusivo até os 6 meses e complementado até os 2 anos ou mais. Vantagens da amamentação para o bebê : Fortalecimento do sistema imunológico (a mãe passa anticorpos através do leite, fortalecendo o sistema imune do bebê). Proteção contra diversas infecções, como as respiratórias, otite (ouvido), intestinais, dentre outras. Proteção contra anemia (graças a presença e boa absorção do ferro). Diminuição do risco de desnutrição. Diminuição do risco de contaminação. Diminuição do risco de alergias (alergias alimentares, dentre elas a alergia à proteína do leite de vaca). Proteção contra diarreia. Fortalecimento dos músculos da face e boca, evitando problemas na fala e dentição. Contribuição para o desenvolvimento da criança (cognitivo e...
Leia mais

A importância do aleitamento materno para a saúde bucal

Olá, No início do mês de Agosto, entre os dias 01 a 07, ocorreu a semana mundial do aleitamento materno, um movimento que foi criado em 1948 pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e no Brasil tem o apoio do Ministério da saúde desde 1999. Como a maioria das mães já sabem, o leite materno é o alimento ideal para o bebê, contendo todos os nutrientes a ele necessários nos primeiros 6 meses de vida. Outros benefícios como a proteção contra doenças, o estímulo do desenvolvimento intelectual, o aumento do laço afetivo entre a mãe e a criança e a maior facilidade de digestão do leite materno também são conhecidos, sem contar as diversas vantagens também para a mãe que amamenta. Em homenagem ao movimento e com o intuito incentivar a amamentação e, com isso, a saúde das crianças, a seguir algumas dúvidas sobre a importância do aleitamento materno para a saúde bucal. 1. Até que idade devo amamentar meu filho? O aleitamento materno deve ser a única fonte de alimentação do bebê até os 6 meses de vida, podendo ser continuado até os 2 anos de vida (ou mais), se a mãe e a criança assim desejarem. A continuidade deste ato dependerá muito da disponibilidade da mãe, dos hábitos familiares e da rotina do bebê, devendo ser sempre encorajado. 2. O leite materno pode causar cárie em bebês que já tem dentinhos mas ainda mamam? Sim, o leite materno, apesar de todos os seus benefícios, também possui em sua composição substâncias capazes de ocasionar o aparecimento da cárie...
Leia mais

Amamentação em público: lei prevê multa de R$ 500 para quem proibir

Finalmeeente, na última semana, entrou em vigor a lei que prevê multa de R$ 500 a quem impedir qualquer mãe de amamentar em público. (Meio óbvio, não?) A medida, publicada no Diário Oficial de São Paulo, punirá quaisquer estabelecimentos "destinados a atividades comerciais, culturais, recreativas ou à prestação serviço público ou privado". Ou seja, agora as mães podem ficar tranquilas ao alimentarem seus bebês. E tem mais, o decreto ainda prevê multa dobrada em caso de reincidência. As denúncias devem ser feitas, de forma escrita ou oral, à subprefeitura da região, e não podem ser anônimas. Para quem não se lembra, o projeto de lei é do vereador Aurélio Nomura, e foi sancionado em abril de 2015 pelo prefeito Fernando Haddad. Nos autos do documento, Haddad fez questão de salientar que nenhum estabelecimento precisa ter uma área própria para o aleitamento materno. "Todo estabelecimento localizado no Município de São Paulo deve permitir o aleitamento materno em seu interior, independentemente da existência de áreas segregadas para tal fim. Para fins desta lei, estabelecimento é um local, que pode ser fechado ou aberto, destinado à atividade de comércio, cultural, recreativa ou prestação de serviço público ou privado", ressalta o...
Leia mais