Casamentos Casa & Decor 15 anos

Navegue como ou

No Ninho: Andrea Viera + Alix

Se você conhecer um pouquinho da rotina da estilista e diretora criativa Andrea Viera, você provavelmente diria que ela não seria a pessoa mais indicada para ter um filho. Porém, mesmo com uma vida louca – ela mora em São Paulo (onde tem sua própria marca, a Pat Pat’s), no Rio (cidade na qual é diretora da marca da mãe, a estilista Patrícia Viera) e no Uruguai (onde o marido trabalha) – ela foi contra tudo (- e todos), hoje é mãe da pequena Alix, de oito meses, e garante: “Sou mãezona, não tive filho para não cuidar!”

A gente passou um dia muito gostoso com elas em São Paulo, onde a fotografa Fernanda Bozza fez um ensaio lindo da dupla para um No Ninho pra lá de especial. Vem ver os cliques e um bate-papo sobre enxoval, gestação e o lado nada glamuroso da maternidade, segundo Andrea:

no-ninho-foto-de-bebe-com-mae-fernanda-bozza-16

VOCÊ SEMPRE QUIS TER FILHO? “Nunca quis ter filho como projeto de vida. Ter um bebê seria uma consequência de uma vida de casada, de um processo natural. E a Lix não é a minha vida, e sim parte dela. Para começar, comprei um cachorro para ver se eu conseguiria cuidar, pelo menos dele. Claro que não tem comparação um bebê com um cachorro, era apenas para entender se conseguiria ter alguém dependendo de mim. E deu certo, percebi que estava pronta.”

no-ninho-foto-de-bebe-com-mae-fernanda-bozza-1112222

E COMO FOI O PROCESSO DE TENTATIVAS? “Achei que seria fácil, mas não foi. Descobri que não ovulava. Entrei em uma paranoia achando que a culpa era minha, que tinha postergado demais, tomado pílula além da conta. Comecei a contar os dias, enlouquecer, e fiquei preocupada em deixar isto atrapalhar meu casamento. Até que conheci uma médica no Rio que foi meu anjo da guarda, que me ajudou com remédios estimulantes.”

no-ninho-foto-de-bebe-com-mae-fernanda-bozza-3

no-ninho-foto-de-bebe-com-mae-fernanda-bozza-1

A COISA MAIS ENGRAÇADA QUE ACONTECEU QUANDO VOCÊ DESCOBRIU QUE ESTAVA GRÁVIDA? “Todo mundo se torna o maior especialista em gestação e bebês. A sua amiga sem filhos tem certeza de tudo. Sua mãe decide reviver o passado, se tornar a maior especialista em pediatria do universo e te dizer como fazer tudo. É um mar de informações desconexas e contraditórias (muitas vezes trágicas). Além de você descobrir o quanto as pessoas gostam de uma desgraça.”

no-ninho-foto-de-bebe-com-mae-fernanda-bozza-4

no-ninho-foto-de-bebe-com-mae-fernanda-bozza-13

A GESTAÇÃO DELA FOI TRANQUILA? “Foi bem tranquila, não tive desejos absurdos, apenas azia. Mas o que mais gostei foi que nunca mais fiquei sozinha. Viajar era gostoso, porque eu ia batendo o maior papo com ela. Curti muito minha gestação. Não parei de trabalhar um minuto, mas coloquei na minha cabeça que iria fazer tudo por ela. Então me policiei ao máximo e mudei completamente meus hábitos. Não comia carne há oito anos, mas como ela precisava de proteína, abri mão de tudo e comi fígado diariamente, mesmo detestando.”

no-ninho-foto-de-bebe-com-mae-fernanda-bozza-20

E ELA NASCEU DE PARTO NORMAL OU CESÁREA? “Cesárea. Queria muito fazer o parto mais humanizado possível, mas não deu. E posso falar, hoje vejo que tudo bem. Percebi que uma mãe de primeira viagem precisa ouvir que ela não tem, e nunca terá, o controle de tudo desde o começo. Deixar algumas decisões para os outros, como os médicos, é fundamental. Perdi muito tempo pensando besteira, em como seria tudo, mas isso não dependia de mim.”

no-ninho-foto-de-bebe-com-mae-fernanda-bozza-23

UM CONSELHO PARA AS GRÁVIDAS DE PRIMEIRA VIAGEM? “A única pessoa que você tem que ouvir é sua médica. O medo que sentia ouvindo as histórias trágicas dos outros me deixava preocupada.”

no-ninho-foto-de-bebe-com-mae-fernanda-bozza-22

FILHO X VIDA LOUCA: “Minha vida é bem corrida. Moro entre São Paulo (onde tenho minha marca), Rio (sou diretora da marca da minha mãe) e o Uruguai (onde meu marido trabalha). Quando não tinha a Lix, isso não me incomodava e a falta de rotina era normal. Hoje, minha agenda gira em torno dela. Não tive filho para não estar presente. A diferença é que se antes eu podia dormir uma noite no Rio depois de uma reunião, hoje volto correndo para colocá-la para dormir. E tudo bem se chegar e ela estiver dormindo, o importante é estar aqui se ela acordar no meio da noite. Levo ela na aulinha de música, na natação…”

no-ninho-foto-de-bebe-com-mae-fernanda-bozza-5

no-ninho-foto-de-bebe-com-mae-fernanda-bozza-10

ELA TE ACOMPANHA SEMPRE NAS VIAGENS? “Não. Viajar virou um evento, porque vou com um bebê, uma babá e dois cachorros. É impraticável financeiramente e também não acho certo com ela. Sinto que minha maior obrigação é não expô-la à minha loucura. É sofrido deixá-la, porque morro de saudades, choro muito, mas é melhor eu chorar que ela sofrer com minha correria. Alix é super social, mas acho importante quando não posso estar com ela, que ela tenha rostos conhecidos como minha mãe, a babá e a mãe do meu marido.”

no-ninho-foto-de-bebe-com-mae-fernanda-bozza-9

QUAL A MAIOR DIFICULDADE DA MATERNIDADE PARA VOCÊ? “É mágico e único ser mãe. Sou uma mulher muito mais feliz e completa. Mas a maternidade pode ser muito barra pesada se você não se policiar. Você muda muito, se torna muito mais auto-crítica, e o tratamento das pessoas contigo também é diferente. Você se torna a pessoa mais julgada e tudo, absolutamente tudo o que você faz é de domínio público. Se você não consegue amamentar é criticada, se amamenta além da conta, também.”

“Estes dias estava dando um biscoito de morango (orgânico, sem lactose e sem glúten) no aeroporto, que estava fechado para decolagens, e um senhor me repreendeu com um “nesta idade e já come biscoito?”. Ela está com fome, chorando, os voos todos atrasados, não ia deixar minha filha com fome. Alguém realmente deveria te dizer que a maternidade é linda, mas nem sempre.”

no-ninho-foto-de-bebe-com-mae-fernanda-bozza-6

no-ninho-foto-de-bebe-com-mae-fernanda-bozza-18

TRABALHANDO COM MODA, ACREDITO QUE O ENXOVAL NÃO FOI UM PROBLEMA, OU FOI? “Fiz em Los Angeles, não quis arriscar de cair na tentação de Miami. Conheci uma doula em uma loja e ela me deu muitas dicas boas. Falou que eu deveria esperar a bebê nascer para saber o que mais precisaria. Preferi comprar em lojas menores e no final, sai de lá apenas com uma mala grande e outra daquelas de levar no bagageiro do avião. Como trabalho com moda, entendo a questão de tamanho, então só comprei até os seis meses, porque não dá para prever como o bebê irá se desenvolver. Fora que no Brasil tem muita coisa legal e boa, não precisa ter paranoia de comprar tudo fora. Pode ser mais caro, mas na minha vida não cabe aquele armário lotado.”

no-ninho-foto-de-bebe-com-mae-fernanda-bozza-8

O QUE COMPROU E USOU/USA MUITO? “Body branco, sem dúvida. A mamadeira da Dr. Browns, que me lembro de todo mundo criticar pela dificuldade de higienizar, também é boa. Perco mais tempo lavando, mas minha filha nunca teve cólica, refluxo nem nenhuma outra complicação que eu tive quando era bebê e ela poderia ter. E como não abro mão de uma alimentação saudável, comprei aquela máquina de cozinhar alimentos no vapor da Béaba. Uso bastante, porque estou sempre viajando e ela é uma mão na roda.”

no-ninho-foto-de-bebe-com-mae-fernanda-bozza-113

VI QUE ELA USA UM COLAR DE ÂMBAR, É POR ALGUM MOTIVO ESPECIAL? “Tem sim. A Lix é super alérgica, daquelas que fica embolada dos pés a cabeça e fecha a glote. Li que o colar de âmbar, que é uma resina vegetal cheia de ácido succínico, fortalece o sistema imunológico, além de atuar como analgésico e anti-inflamatório natural, principalmente no período de dentição. Perguntei para o meu médico e ele não se colocou contra, só pediu para tomar muito cuidado com enforcamento e tirar na hora de dormir. E apesar de não existir uma comprovação científica dos benefícios, sinto que ela está bem melhor depois que começou a usar.”

no-ninho-foto-de-bebe-com-mae-fernanda-bozza-19

(Fotos: Fernanda Bozza)

Veja também: Vem ver as impressões e dicas sobre a maternidade da Flavia Senna

E mais: O No Ninho da arquiteta Danielle Frugiuele tem várias dicas para montar o quartinho do bebê

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *