Casamentos Casa & Decor 15 anos

Navegue como ou

A importância do aleitamento materno para a saúde bucal

dentinho-de-leite-coluna

Olá,

No início do mês de Agosto, entre os dias 01 a 07, ocorreu a semana mundial do aleitamento materno, um movimento que foi criado em 1948 pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e no Brasil tem o apoio do Ministério da saúde desde 1999.

Como a maioria das mães já sabem, o leite materno é o alimento ideal para o bebê, contendo todos os nutrientes a ele necessários nos primeiros 6 meses de vida. Outros benefícios como a proteção contra doenças, o estímulo do desenvolvimento intelectual, o aumento do laço afetivo entre a mãe e a criança e a maior facilidade de digestão do leite materno também são conhecidos, sem contar as diversas vantagens também para a mãe que amamenta.

Em homenagem ao movimento e com o intuito incentivar a amamentação e, com isso, a saúde das crianças, a seguir algumas dúvidas sobre a importância do aleitamento materno para a saúde bucal.

BABIES-DENTINHO-DE-LEITE-ALEITAMENTO-MATERNO

1. Até que idade devo amamentar meu filho?

O aleitamento materno deve ser a única fonte de alimentação do bebê até os 6 meses de vida, podendo ser continuado até os 2 anos de vida (ou mais), se a mãe e a criança assim desejarem. A continuidade deste ato dependerá muito da disponibilidade da mãe, dos hábitos familiares e da rotina do bebê, devendo ser sempre encorajado.

2. O leite materno pode causar cárie em bebês que já tem dentinhos mas ainda mamam?

Sim, o leite materno, apesar de todos os seus benefícios, também possui em sua composição substâncias capazes de ocasionar o aparecimento da cárie dentária, portanto, a partir da erupção dos primeiros dentes já há necessidade de fazer a escovação com a pasta indicada (atualmente o mais indicado é que já seja utilizada pasta de dente fluoretada desde os primeiros dentes, porém da forma correta, como ensinamos aqui). Caso contrário, é comum que aconteça o que chamamos de “cárie de acometimento precoce”. Não há necessidade de que se faça a escovação após cada mamada, mas este hábito precisa ser no mínimo diário e preferencialmente de 2 a 3 vezes ao dia.

3. É verdade que crianças que não mamam no peito são mais propensas ao desenvolvimento de hábitos como chupar chupeta ou dedo?

Sim, alguns estudos já demonstraram esta relação. O que acontece é que os movimentos de sucção do peito requerem muito mais esforço do que sugar a mamadeira. Sendo assim, a falta da fadiga muscular e da sensação de satisfação, ambas promovidas pelo ato de mamar no peito, acabam sendo supridas com o desenvolvimento de outros hábitos bucais.

4. Por que as crianças que mamam no peito apresentam menos problemas de posicionamento dentário?

A amamentação é primordial para a correta maturação e crescimento das estruturas oro-faciais, guiando e estimulando o desenvolvimento muscular e esquelético da face. Está intimamente relacionada ao desenvolvimento do correto padrão de sucção, mastigação, deglutição, fonação e, principalmente, respiração. Estas funções são dependentes umas das outras e todas elas contribuem para o melhor desenvolvimento e formato das arcadas e posicionamento dos dentes.

Até mais,

Dra. Camila Guglielmi

(Foto: reprodução)

Veja também: Qual a melhor idade para usar aparelho? 

E mais: Meu filho já nasceu com dentinho, e agora? 

Dra. Camila Guglielmi é graduada em odontologia. Especialista, Mestre e Doutora em odontopediatria pela Universidade de São Paulo (USP), atua em consultório junto à Clínica Biella Odontologia. Aqui, ela abordará mitos e verdades sobre a dentição das crianças e responderá as principais dúvidas das mães.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *