Casamentos Casa & Decor 15 anos

Colunas

Exibindo página 5 de 1650

Navegue como ou

Trauma dental em bebês e crianças

Olá, mamães! Hoje vamos falar sobre a ocorrência de trauma dental em bebês e crianças, um assunto que costuma assustar bastante os pais, principalmente porque a boca é uma região bem vascularizada e mesmo pequenos traumas ocasionam bastante sangramento. Desde as primeiras tentativas de engatinhar e andar até a fase em que os pequenos adoram brincar de correr, andar de bicicleta e jogar bola, diversos são os episódios que predispõem ao trauma dental e pouco podemos fazer para preveni-los, já que essas atividades são importantes para a criança. Geralmente, os dentes afetados são os da frente, uma vez que são mais expostos, sendo que nas crianças que usam chupeta por muito tempo, a chance de acometê-los é maior, pois ficam inclinados para frente e/ou pelo que chamamos de ausência de “selamento labial” (pelas mudanças que a chupeta provoca na boca, os lábios não se fecham completamente, deixando os dentes desprotegidos). Dentre os tipos de trauma mais comuns estão a fratura (do dente ou de sua raiz), os deslocamentos, que podem deixar os dentinhos com mobilidade, ou mesmo a sua perda. Ao contrário do que muitos pensam, os dentes de leite também possuem raiz, assim como os permanentes. Elas não são visíveis quando o dentinho cai porque vão sendo reabsorvidas à medida que o dente permanente vai se formando dentro dos ossos maxilares. Para os dentes da frente, essa formação se dá entre os 8 meses de idade e os 5 anos, sendo que entre os 6 e os 7 anos ele nasce. Por esse motivo, o trauma no dente...
Leia mais

Passeios preferidos com as crianças

  Oi, mamães! Hoje eu vim contar para vocês os passeios que mais gosto de fazer com os meus filhos e quais o Otavio (que é mais velho e entende mais) tem gostado bastante... Também aceito sugestões e dicas, hein?! Percebi que o que mais estamos gostando de fazer no momento é viajar para a casa dos meus pais no interior de São Paulo. Como a cidade é pequena e tem um ritmo totalmente diferente de São Paulo, nos sentimos bem livres e a vontade, sabe? Fazemos mais passeios ao ar livre, vamos ao clube, brincamos no parquinho, saímos para passear de carrinho... O Otavio ganhou um elétrico que ele mesmo dirige e adora!! Enquanto ele se diverte com o dele, eu vou empurrando o carrinho de bebê do Miguel. Quando estamos aqui em São Paulo, a gente acaba indo passear nos shoppings mesmo... Geralmente, vamos ao Cidade Jardim, porque ele é mais aberto, arejado. Gosto bastante! Além disso, tem um parquinho bem gostoso que o Otavio adora. Aliás, ele AMA almoçar e jantar fora... É um super programa pra ele, então sempre tentamos fazer isso aos finais de semana. E ele também ADORA um sorvete!!! Até o ano passado, quando o Otavio ainda não estudava, a gente conseguia fazer alguns passeios durante a semana, mas esse ano a rotina dele mudou com o colégio e esses momentos de lazer ficaram para os finais de semana mesmo. De manhã, ele tem aula de inglês ou natação e depois já vai para a escola. À noite, ele chega exausto! Sábado...
Leia mais

Diferenças entre o primeiro e o segundo filho

Oi, mamães!! Hoje vou falar sobre as diferenças que senti da primeira para a segunda gravidez. É tudo muito igual e diferente ao mesmo tempo... Vocês também sentiram isso? Na primeira gravidez, obviamente, somos inexperientes e tudo é novidade, desde o crescimento da barriga, os primeiros ultrassons, as consultas, até os enjoos!! Quando engravidei do Miguel, já sabia mais ou menos o que esperar. Acho que essa é a maior diferença: eu já tinha noção das situações pelas quais passaria. Na gravidez do Otavio, eu acordei um dia e comecei a enjoar muito e não sabia se aquilo seria somente naquele dia ou se duraria meses! Quando isso começou a acontecer na segunda gravidez, eu já sabia que iria durar até os quatro meses de gestação e a solução foi enfrentar da melhor forma... Eu sabia que ia passar! Com isso, me senti mais segura em várias ocasiões, como, por exemplo, na maternidade. Logo que o Otavio nasceu, as enfermeiras vieram me ensinar como amamentar e umas não eram muito carinhosas. Eu, como não tinha experiência, me sentia insegura e não sabia o que dizer. Com o Miguel já foi diferente... Assim que eu percebia que a enfermeira não era delicada, já dizia que eu dava conta daquilo, pois sabia fazer! Além disso, o tempo de descanso que temos na primeira gravidez é diferente do da segunda. Nas duas vezes em que engravidei, tive muito sono... A diferença é que, na do Otavio, eu conseguia dormir e descansar, afinal, não tinha filhos!! Na do Miguel, eu tinha que cuidar...
Leia mais

Alimentos inteligentes para melhorar o desempenho escolar do seu filho

O ano escolar começou de verdade e as provas já estão chegando. Decorar texto, a tabuada, fórmulas matemáticas e datas históricas parecem tarefas difíceis quando a criança, por uma alimentação deficiente e o cansaço do dia a dia, pode apresentar um déficit de memória prejudicando dessa forma seu rendimento escolar. Os alimentos indispensáveis para que o cérebro do seu filho fique mais ativo e que memorize melhor as matérias são alimentos que possuem ômega 3, que é o principal componente das células nervosas e que facilita a comunicação entre as células nervosas (neurônios), melhorando dessa forma a memória. Além desses, as frutas cítricas e ricas em licopeno, também protegem as células nervosas, evitam o esquecimento e facilitam a memorização. Para que seu filho tenha um bom desempenho, listei alimentos que os chamei de Alimentos Inteligentes, que são as principais fontes dessas substâncias: ALIMENTOS SUPER INTELIGENTES SALMÃO Entre as carnes e os pescados, o salmão é uma das maiores fontes de ômega 3. Por isso, tem um grande potencial para melhorar o desempenho cognitivo e o funcionamento do cérebro para gravar informações. CARNE DE FÍGADO Uma das principais fontes de vitamina B12 é a carne de fígado bovino, mas ela também pode ser encontrada em carne de porco, ovos, ostra e leite. A vitamina B12 é um dos compostos indispensáveis para a formação do sangue, o bom desenvolvimento do sistema nervoso e na prevenção de doenças do coração e do cérebro, como o derrame. Tudo isso influencia para uma memória saudável, sem lapsos. Importante salientar que não se pode adicionar...
Leia mais

Escolhendo a escola do Otavio

Oi, mamães! Recebi muitos recados carinhosos no meu primeiro texto aqui na Constance e estou suuuuperfeliz que vocês tenham gostado!!! Hoje, eu escolhi falar sobre um assunto muito atual, pauta de todos os dias aqui em casa: escola! Esse é um momento de muitas transições na vida dos nossos filhos e na nossa também, né? É um mix de sentimentos... Comigo, pelo menos, foi e está sendo!!! O Otavio está com quase três anos e eu e o meu marido decidimos que era a hora dele começar a ir à escola. Nesse momento, surgiram várias dúvidas: qual escola? Que período estudar? Será que ele vai se adaptar? Foram inúmeras perguntas e diversas pesquisas. O nosso critério para escolher a escola do Otavio envolveu a estrutura, o ensino, o método, a segurança e a localização. Era muito importante que fosse perto de casa, porque não queria cansá-lo com viagens longas, uma vez que é um compromisso diário e ele ainda é muito pequeno. Além disso, o fato de eu levá-lo e buscá-lo sempre pesou bastante na decisão. Também levamos em consideração a linha pedagógica, os valores da escola e as atividades extras, pois eram quesitos muito relevantes para nós. Quando contei ao Otavio que ele ia começar a ir à escola, ele achou graça, mas não entendeu muito bem... A ficha só caiu mesmo quando ele foi! O primeiro dia dele foi ótimo, ele amou, porque era tudo novidade. Acho que ele pensou que estava em uma festinha!!! Mas no segundo e terceiro dia foi um caos total, pois ele...
Leia mais

O que você NÃO deve falar para as crianças à mesa

Seja como nutricionista, mãe e agora como tia: posso dizer com a maior certeza no mundo que não existe hora mais estressante do que a hora de sentar à mesa com as crianças e fazê-las comerem. Com certeza, essa situação te parece bem familiar. Você tenta, insisti, faz aviãozinho, canta, dança, só falta virar de cabeça para baixo; e seu filho vira a cara para qualquer tipo de alimento. E é ai, nesses momentos mais desgastantes que, no desespero, recorremos às frases de efeito ou até atitudes um pouco mais ameaçadoras que acabam complicando ainda mais a situação. Saiba que o que você diz, muitas vezes de maneira imperativa, para os seus filhos durante as refeições pode influenciar - e muito! - o modo como eles veem e interagem com os alimentos. Para ajudar você nessa batalha e fugir dessas armadilhas que podem comprometer o paladar dos pequenos, selecionei algumas das frases mais faladas erroneamente pelos pais na hora da refeição e tracei estratégias para lidar com a situação da melhor forma. Vamos aos fatos e à ação! Frase 1 : Você não sairá da mesa enquanto não comer tudo que está no seu prato! Existe coisa mais prazerosa para uma mãe ver que seu filho comeu tudo? Será que a quantidade de comida que foi colocada no prato é compatível com as necessidades reais da criança? Geralmente, os pais costumam fazer o prato de acordo com que eles acreditam ser uma quantidade boa, só que essa estratégia pode prejudicar o controle da fome e saciedade e, a longo...
Leia mais

Os primeiros dentinhos do bebê

Olá, mamães! Tenho percebido que o nascimento dos dentes do bebê é uma das primeiras dúvidas das mamães, até por uma questão cronológica natural: não nos preocupamos muito com a saúde bucal dos pequenos até que nasça o primeiro dente. Por esse motivo, acho que este é um bom assunto para o início desta coluna sobre Odontopediatria! Questões como “Quando nasce o primeiro dentinho? É normal ter febre ou sentir dor? Como higienizar?” são bastante comuns, portanto vamos lá! QUANDO NASCEM OS PRIMEIROS DENTINHOS Os primeiros dentes a irromperem são aqueles que ficam bem no centro da arcada inferior (os incisivos centrais inferiores) e a época para o seu aparecimento é entre 5 e 8 meses. Depois deles, aparecerão os incisivos centrais superiores, seus correspondentes na arcada de cima, entre 6 e 10 meses de idade. A partir de então, até os 2 anos e meio da criança, todos os outros dentinhos surgirão aos poucos até que se completem os 20 dentes de leite, 10 deles no arco superior e 10 no arco inferior. Assim permanecerá a dentição até os 6 anos da criança, quando nasce o primeiro dente permanente. Ao contrário do que muitas mães pensam, ele nasce lá atrás, sem que caia nenhum outro dente. Concomitantemente, os dentinhos da frente embaixo começam a ficar com mobilidade. É interessante saber que, por mais que o bebê nasça sem nenhum dente de leite, estes já começam a se formar ainda na barriga da mãe, no terceiro mês de gravidez. Desta forma, alterações na dentição de leite são bem menos...
Leia mais

Por que decidi batizar meus filhos na maternidade

Oi, mamães! Hoje começo a dividir aqui com vocês as minhas experiências sobre o universo da maternidade!! Obaaaa!!! Adoro esses assuntos!!! E estou muito feliz e honrada de ter esse espaço aqui com vocês no site da Constance....Estava muito ansiosa, pois tenho vários assuntos para debater e é um ótimo jeito de trocarmos conhecimentos, informações e aprendermos juntas, não acham?? Aceito sugestões, viu?? Para o primeiro texto, escolhi falar de um assunto que é um dos primeiros que resolvi assim que os meus filhos nasceram: o batizado! Quase sempre, as mães deixam para pensar nisso quando os filhos já estão maiorzinhos, mas na minha família é diferente e quis seguir a tradição. Eu e os meus irmãos fomos batizados ainda na maternidade e fiz o mesmo com o Otavio e o Miguel, pois os bebês já recebem uma bênção nos primeiros dias de vida e saem do hospital sem o pecado original. Como eu e a minha família somos muito religiosos, isso é importante para nós. Além disso, é bem prático. Gostei tanto da primeira experiência que o do Miguel foi idêntico ao do Otavio e ambos foram batizados um dia antes da alta hospitalar, ou seja, no segundo dia de vida. O batizado é realizado no quarto da maternidade mesmo. Minha avó chama o padre, que geralmente é o Bispo Dom Fernando, comunica o nascimento do bebê e ele vai ao hospital! Ele já está super acostumado com o jeitão da nossa família, pois já realizou muuuitos batizados!!! Os preparativos ficam por minha conta e da minha mãe......
Leia mais

Ciúmes do irmão mais novo

Não vou dizer que não doeu! “Não te amo” caiu como uma pancada! Ainda mais vindo daquela menininha que até outro dia era tão doce, tão meiga! Mesmo sabendo que essa é uma típica reação de ciúmes do irmãozinho mais novo, fiquei me sentindo péssima! Não imaginava que as coisas chegariam a esse ponto! Durante a minha segunda gravidez, fiz o possível para que a minha filha se sentisse parte dessa nova fase! Ela escolheu a cor do quarto do irmãozinho, deu alguns de seus bichinhos para o futuro bebê, ela beijava a minha barriga…! Mas foi exatamente como as minhas amigas tinham me alertado: foi só o novo bebê da casa começar a interagir, conquistar a atenção com seu sorriso farto e ficar mais empézinho, que tudo mudou. Ainda que eu dedicasse um bom tempo somente à minha filha mais velha, o tempo fechou! Era cara feia pra mim, não queria fazer mais nada comigo - só com o pai! -, até que veio o “não te amo”! Com o irmãozinho, a fase "paz e amor" também havia passado! Quando a gente não olhava, ela dava um beliscão, um empurrão, arrancava os brinquedinhos da mão e, de modo geral, ficou muito mais manhosa do que era. Será que a minha filha tinha uma natureza extremamente possessiva, será que nós tínhamos mimado demais, será que eu estava fazendo tudo errado? Eu não parava de me perguntar! Teve um momento em que fiquei com medo de não conseguir reverter a situação. Minha mãe dizia que passaria em alguns meses, que eu...
Leia mais

Organize-se para ter seu próprio negócio em casa!

Equipe Finanças Femininas Garantir renda todo mês sem precisar sair de casa diariamente, enfrentar trânsito e a correria das ruas é como vislumbrar um sonho, não é verdade? Mas essa é uma realidade que tem conquistado cada vez mais as pessoas. Buscar formas de ganhar dinheiro sem precisar passar pelos percalços das rotinas em empresas, ter autonomia para conquistar objetivos, são motivos que levam muita gente a investir em um negócio próprio. Se você é empreendedora e pretende trabalhar em casa, o lance aqui é montar boas estratégias para ver o negócio prosperar, sem as preocupações de cuidar de uma carreira dentro da empresa ou esperar um aumento demorado. Afinal de contas, sua chefe é você! Agora, para não deixar que esse sonho vire um enorme pesadelo, é preciso ter muita organização! Sem disciplina, não há vitória. O fato de você ser a autora das regras daqui para frente não significa que as coisas serão mais fáceis, é sinal de que você está disposta a assumir uma grande responsabilidade! Pense no quanto isso é excelente! Não dá nem para descrever a satisfação pessoal que temos ao ver o que criamos crescer e dar certo! JOGUE FORA O DESLEIXO! Levantar da cama sabendo que não será preciso enfrentar o trânsito, nem calçar aquele salto incômodo é mesmo maravilhoso! Mas essas “regalias” do home office não significam que você tenha que trabalhar feito um trapo! Imagine se ainda estivesse trabalhando como funcionária de uma empresa, como você iria sentir-se se chegasse ao escritório de pijama, com a cara toda amassada? Péssima,...
Leia mais