Casamentos Casa & Decor 15 anos

Navegue como ou

Caixinha do tempo: uma maneira divertida de guardar fotos de família

Bem-vindos a esse espaço cheio de amor e “fazedor” de memórias que reservei para vocês. Essa coluna é dedicada a todos os pais e mães que amam fotografar. Aqui, eu, Mel AlbuquerqueFornecedoresMEL ALBUQUERQUEFotografiaSão Paulo (Capital)Leia mais, darei dicas de como tirar fotos fofas e aproveitar ao máximo os momentos juntos para eternizar a história da sua família para as futuras gerações.

Algumas das memórias mais vivas e lindas que tenho, eu nem sei se são realmente fruto da minha lembrança ou se foram memórias ativadas pelo gatilho da fotografia da minha família que vi ao longo da vida. Convenhamos, se não fosse pela fotografia de família, como as crianças de hoje ou mesmo as que ainda nem nasceram, saberão de onde vieram e como eram os seus pais quando crianças? Ou ainda melhor: como saberão como foi o seu primeiro quarto, seus brinquedos preferidos ou como faziam biquinho após a mamada? É vendo fotos que elas descobrem como eram alguns hábitos e rotinas da família em uma época que já nem se sabe tão bem qual era, mas que foi há muitos, muitos anos atrás.

Na casa dos meus pais tínhamos uma gaveta enorme de fotos. Que delícia é abrir e reviver tudo. Faça também, você vai ver que incrível é sentar com a família e revirar essas memórias lindas. Abaixo, reuni algumas dicas valiosas que aprendi ao longo dos anos de carreira e que pratico na minha casa. Espero que gostem!

– DICA 1: Fotografe a rotina da sua casa. O que seus filhos fazem todos os dias e parece bobo, logo vão virar lembranças poderosas e te farão voltar no tempo. Não importa muito se você tem técnica o não. Se com câmera ou celular. O que importa é ter sempre uma máquina carregada e sempre no mesmo lugar, para que você possa clicar quando identificar um momento lindo e que queira guardar para sempre.

DICA 2: Revele suas fotos! Ninguém abre o computador quando está com saudade e quer reviver momentos felizes em família. É muito difícil achar fotografias pelas pastas de um computador, não é mesmo? Portanto, revele e escreva a data ou evento na parte de trás. Eu, pessoalmente, curto imprimir as minhas em papel fosco ou mate e sempre uso borda (ficam mais charmosas).

– DICA 3: Encontre uma caixa legal que possa ficar na sala e coloque todas essas fotos impressas, soltas mesmo lá dentro. É o que gosto de chamar de “caixinha do tempo”! Se puder, minha recomendação é uma caixa de plástico ou, mais perfeito ainda, de acrílico. Há opções legais hoje em dia e dá até para personalizar. Além de lindas, modernas elas evitam as traças! Tenho pavor! Esses insetos horríveis podem acabar com todas as suas lembranças de família, então é bom evitar.

Apaixonada por registrar lindos momentos, Mel AlbuquerqueFornecedoresMEL ALBUQUERQUEFotografiaSão Paulo (Capital)Leia mais fez seus primeiros cliques ainda pequena, brincando aos oito anos. As fotos ainda existem e compõem ao lado das atuais, o portfólio da fotógrafa que se especializou em ensaios de família e bebê. Por aqui, Mel compartilha seus conhecimentos técnicos e experiências como mãe-fotógrafa!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *