Casamentos Casa & Decor 15 anos

Navegue como ou

A alimentação do Otávio e do Miguel

DE-MAE-PAPA-MAE

Oi, mamães!

Hoje vim contar para vocês sobre a alimentação do Miguel e do Otávio. Muitas pessoas têm me perguntado no Instagram (@mariarudgealbuquerque) como preparo o pratinho dos meninos e o que eles comem, por isso, vim contar para vocês!

Quando eles estavam com 7 meses, eu comecei a acrescentar um suco e uma fruta, tudo bem amassadinho, para eles irem se acostumando… Com 8 meses, quando começaram a estimular a mastigação, introduzi alimentos um pouco mais sólidos, como sopas, que no início eram bem líquidas e com o tempo foram ficando pastosas, sempre incluindo verduras e legumes.

Eles nunca me deram problema para comer, o Otávio foi mais fácil que o Miguel, mas lógico que cada um tem o dia de não querer muito ou querer comer mais, até nós somos assim. O pediatra disse que é normal e que é importante respeitar o tempo do bebê, não forçar. A gente insiste um pouquinho, porque as vezes eles estão com preguiça, mas não forçamos. Eu procuro fazer pratos bem saudáveis e coloridos para incentivar eles, mas sempre respeitando o limite de cada um. Com o tempo, nós começamos a sentir o que eles gostam mais ou menos.

alimentacao-infantil-otavio-filho-mariarudge

( O Otávio é louco por strogonoff! ) | Foto: Instagram @mariarudgealbuquerque

Os meninos costumam comer arroz, feijão e uma carne ou frango. Uma vez por semana, eu faço peixe e duas vezes por semana, ovo. E sempre tem alguma verdura ou legume também: cenoura, brócolis, espinafre etc. De sobremesa, uma frutinha. Mas deixo eles comerem doce de vez em quando também, geralmente, no final de semana. Nós procuramos variar bastante o cardápio, seguindo a lista que o pediatra deu, escolhendo sempre um alimento de cada grupo.

alimentacao-infantil-Miguel-filho-maria-rudge

Foto: Instagram @mariarudgealbuquerque

Na escolinha do Otávio, eles fornecem o lanchinho, costuma ser uma bisnaguinha com peito de peru, queijo e requeijão, uma frutinha (melancia, banana, maçã etc) e um suco, eles variam bastante nos sabores. É ótimo, pois não foge da alimentação dele, tudo gostoso e saudável!!

Outro item pra ser falado é o local das refeições. Acho muito importante ser um ambiente calmo e sem distração. Com a televisão ligada, algumas crianças acabam não prestando atenção e não comendo. Aqui em casa, os meninos comem na copa, o Miguel no cadeirão e o Otávio já senta à mesa com a gente. Inclusive, eu tento fazer o maior número de refeições possíveis com eles. Gosto que se acostumem a fazer as refeições com a família. O Otávio já vai em restaurantes com a gente, se comporta, tentamos deixar isso o mais natural possível.

Mamães, é essencial pegar todas as dicas com o pediatra que acompanha as crianças desde o começo, pois cada um tem seu jeitinho. E, hoje, também existem muitas alergias a alimentos. Temos que conhecer tudo isso nos nossos pequenos!

Espero que tenham gostado das dicas!!

Beijos,
Maria

Maria Rudge Piva de Albuquerque é conhecida pelo seu bom gosto e elegância. Ao lado de sua irmã, Lala Rudge, comanda o blog em que fala de moda, beleza, decoração, viagens e maternidade. Casada, ela vive agora seu momento mais pleno com seus dois filhos lindos, o Otávio e o Miguel. Aqui, Maria divide conosco suas experiências e dá dicas sobre o universo materno.

5 Comentários

  1. Marina 16 de junho de 2015

    Maria, querida…amei!!! Muito parecido com a rotina da Helena aqui em casa (2anos) ela com super bem e várias frutas ao dia. Um beijo

  2. dani 17 de junho de 2015

    Vejo no seu blog que desde pequeno voce da doces para seu filho. O que voce e o pediatra acham sobre o assunto? Acho que dar doces para uma crianca tao pequena cria um habito ruim e desnecessario, pois ja foi comprovado que faz muito mal, mas vejo que muitas maes continuam com os habitos que tivemos com nossos pais, onde doces, refrigerantes e salgadinhos (biscoitos rechados e tal) eram totalmente liberados sem culpa. Vejo muita gente dando um sorvete atras do outro, molhos condimentados e ate embutidos, que ja sao comprovadamente ruins para o organismo. Gostaria de saber das maes que estao lendo o que acham das maes mais modernas continuarem com essa alimentacao errada a que fomos submetidos por tantos anos. Bjs,

    • Emilia 21 de junho de 2015

      Eu e meus irmãos tivemos sorte pois minha mãe sempre se preocupou em termos uma alimentação saudável. Tanto é que até hoje não conseguimos comer chocolate ou tomar refrigerante porque é muito doce. Com meus filhos acontece a mesma coisa. Já que não curto doces, aqui em casa não entra.

    • Roberta 21 de junho de 2015

      Dani, eu concordo com você! Tenho uma filha de 2 anos e 9 meses e ela NUNCA come doce e nunca comeu nenhum embutido. Temos tanta coisa saudável pra dar pra eles, pq dar alimentos que não trazem nenhum beneficio? Minha filha come e gosta de todas as frutas, mas raramente ofereço como sobremesa. Ela come as frutas no café da manha, no lanche da escola e no lanche da tarde (que é sempre alguma fruta, nada mais).
      Minha filha ama comer, ama espinafre, couve, quiabo. Ela come absolutamente tudo. Ama sushi e sashimi, sempre vamos em um restaurante japonês que sabemos que o peixe é saudável, para não corrermos nenhum risco.
      Alimentar uma criança e ensina-lá a ter bons hábitos é uma tarefa que requer tempo, amor e dedicação.
      Sou feliz por ter uma criança gourmet em casa

  3. Juliana 29 de junho de 2015

    Parabéns Maria!
    Tenho uma filha de 4 anos e ela come como seus filhos, saudável, mas sem radicalismo! Até porque nada em extremos é saudável!
    E vamos combinar que uma bisnaguinha e um brigadeiro não fazem mal a ninguém e são deliciosos!!!
    Bjs

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *